Tag Archives: Renascença

Ana Galvão reforça equipa da Renascença 

Renascenca-galvao-fb-site-600x300

A partir de 27 de novembro, Ana Galvão está na Renascença. O prime time do fim do dia será conduzido por Ana Galvão.

No ar de 2ª a 6ªfeira, das 16h00 às 20h00, num registo de conversa, Ana Galvão vai ajudar a identificar os grandes temas do dia: quais as notícias, as histórias, os protagonistas que são essenciais ter presente no regresso a casa e que marcaram a história do dia?

Diariamente, Ana Galvão conta com a companhia do jornalista José Pedro Frazão, nas notícias, e de Pedro Azevedo no desporto.

A entrada de Ana Galvão na Renascença pretende reforçar a opção iniciada há um ano quando a Carla Rocha assumiu a condução das manhãs.  Com esta aposta, sublinhamos que a Renascença é uma rádio de confiança, contemporânea, que está a par com o mundo, através de uma linguagem simples e direta e que passa a música que tem memória na vida das pessoas.

O programa de Ana Galvão vai olhar para o país, destacando o que temos de melhor, para as redes sociais e ao fim da tarde vai ajudar a sintetizar a informação essencial no momento de regresso a casa.

Entre outros temas e entrevistas, ao fim da tarde, a Renascença vai olhar para o desporto, com a Tertúlia Bola Branca, sempre às 2ªs feiras; vai analisar os grandes temas da atualidade e o comportamento dos principais atores políticos, sempre às 5ªs feiras, com o Conselho de Diretores.  E às 6ªs feiras, a semana termina com muita ironia, gargalhadas e alguma deferência: é esperar por e ouvir “A semana do Comendador Marques Correia”.

ACREDITE. A PARTIR DE 27 DE NOVEMBRO. ANA GALVÃO NA RENASCENÇA.

Este é também o mote da nova campanha da Renascença, desenvolvida pela NOSSA, que parte do conceito de que os ouvintes podem confiar na Renascença. Já em outdoor e redes digitais com o layout da rádio e a mensagem:

ACREDITE. NA RENASCENÇA NÃO TEMOS FAKE NEWS.

ACREDITE.

Esta é a frase que assenta no capital de credibilidade da marca. Assume a responsabilidade e confirma a confiança das pessoas na rádio que está a par com o mundo – a Renascença.

Anúncios
Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , ,

Jornalistas da Renascença premiados – Aura Miguel, Joana Bougard e André Rodrigues

redacao1Aura Miguel e Joana Bougard, jornalistas da Renascença, venceram o Prémio Centenário das Aparições, com a reportagem “Fátima na Bielorrússia – uma chama que a URSS não apagou”

O prémio é atribuído pelo Santuário de Fátima e também distinguiu a peça televisiva “Maria, de Fátima”, da jornalista Berta Freitas, da RTP.

A decisão do júri, presidido pelo reitor do Santuário de Fátima, padre Carlos Cabecinhas, teve em conta a “qualidade de ambas as reportagens, quer na forma quer na narrativa”.

Estavam inscritos 25 trabalhos, incluindo quatro reportagens de jornalistas estrangeiros, três brasileiros e um italiano. As temáticas propostas variavam entre a história do santuário e a experiência da peregrinação, a mensagem mariana e a espiritualidade, o património de Fátima e as suas repercussões sociais.

O jornalista André Rodrigues, autor da reportagem “Vidas de dor, corpos que não desistem” venceu a 6.ª edição do Prémio Anual de Jornalismo, promovido pela Associação Portuguesa para o Estudo da Dor e pela Fundação Grünenthal.

O júri, constituído Goulart Machado e Carlos Lobato, da Casa da Imprensa, Beatriz Craveiro Lopes, da Fundação Grünenthal, Teresa Fontinhas e Figueiredo Lima da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor, teve em conta critérios como a criatividade, investigação, relevância e qualidade das peças jornalísticas.

O trabalho “Vidas de Dor, corpos que não desistem” aborda a dor crónica que atinge pelo menos um em cada três portugueses.

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Grupo Renascença Multimédia com o maior Reach Semanal – Mais de 4 milhões de pessoas escutam as estações de rádio do grupo

logo_cor_marcasO Grupo Renascença Multimédia é o que tem maior número de ouvintes em cada semana, representando 62% dos ouvintes de rádio em Portugal.

A RFM lidera as audiências de rádio em Portugal em Reach Semanal, com quase 2 milhões e 900 mil ouvintes em cada semana. A RFM sobe em Share no alvo (25/34) e nos Quadros Médios e Superiores.

Nesta vaga destaca-se também a subida em Share da Renascença nos Quadros Médios e Superiores e no alvo 35/44.

No ranking das rádios informativas, a Renascença mantém a liderança em todos os indicadores de audiência, sendo escutada semanalmente por mais de 1 milhão de pessoas.

Entre as rádios mais jovens, a MEGA HITS sobe a sua audiência no alvo 15/24, lidera nos estudantes – onde subiu significativamente, e na Grande Lisboa.

A Rádio Sim sobe no seu alvo (+55), subindo também o valor de Share e de Reach Semanal, sendo escutada semanalmente por mais de 170.000 pessoas. Aumentou também o tempo médio de escuta por ouvinte, para 3 horas e 26 minutos.

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , , ,

UNESCO atribui menção honrosa a reportagem da Renascença

imagem refugiadosA Comissão Nacional da UNESCO, através da Secretaria Geral da Presidência do Conselho de Ministros, atribuiu à reportagem “Encalhados no Quintal da Europa” da jornalista Catarina Santos, da Renascença, uma menção honrosa no Prémio de Jornalismo Direitos Humanos & Integração, na categoria Rádio.

“Encalhados no Quinta da Europa” é um trabalho assinado pela jornalista Catarina Santos, enviada à Grécia em 2016 para reportar a situação de migrantes e refugiados retidos na ilha de Lesbos e em Atenas, depois da entrada em vigor do acordo da União Europeia com a Turquia, que determinava a deportação de migrantes.

Conta ainda com o trabalho gráfico e de pós-produção de Rodrigo Machado, coordenação de Maria João Cunha e Pedro Rios, desenvolvimento de Tânia Barreira e produção web de Luís Alves.

A reportagem “Encalhados no Quintal da Europa” já tinha sido distinguida, em junho, com o primeiro lugar da categoria rádio, do prémio europeu “Migration Media Award” e o ano passado, em novembro de 2016, ganhou os Prémios Obciber, da Universidade do Porto na categoria Reportagem Multimédia.

“Calar, nunca!”, da jornalista Ana Maria Ramos Aranha, da Antena 1, foi o vencedor na categoria Rádio.

 

Com as etiquetas , , , , , , , , , ,
%d bloggers like this: